Smart Home para iniciantes. Saiba como fazer e o que vem por aí!

Postado em 05 Setembro 2019

Smart Home para iniciantes. Saiba como fazer e o que vem por aí!

O futuro, aqui e agora!

Ser capaz de apagar as luzes ou fechar as cortinas com uma frase não é coisa de um futuro distante. Nos EUA este conceito já foi massificado usando produtos amplamente disponíveis e à preços razoáveis. Mas transformar sua casa em uma casa inteligente não é tão fácil assim, e é por isso que vamos explicar tudo o que você precisa saber.

Por exemplo, um plugue inteligente. Qualquer coisa conectada a esse plugue, seja um ventilador ou uma lâmpada, será ligada e desligada conforme a sua solicitação, direto do aplicativo no seu smartphone ou via comando de voz, com o Alexa da Amazon ou o Google Assistant.

Ambos, Alexa e o Google Home, disputam para se tornarem os hubs padrão de todas as atividades da casa inteligente: os dois dispositivos agora trabalham com um número crescente de dispositivos inteligentes, para que você possa acender as luzes ou destrancar a porta com algumas palavras. Explicaremos um pouco mais sobre esses hubs mais adiante.

Os dispositivos que você pode comprar em qualquer varejista americano - fisico ou online -  incluem; lâmpadas inteligentes, fechaduras de portas inteligentes, termostatos inteligentes, câmeras de segurança inteligentes, tomadas inteligentes, alto-falantes inteligentes e muito mais.

O que torna algo "inteligente" ou smart? Usualmente, estamos falando de um produto com conexão à Internet que você pode controlar através do aplicativo no seu smartphone ou por meio de um hub central. Além disso, os dispositivos inteligentes geralmente "aprendem" mais sobre os hábitos de seus usuários com o tempo. Este é o caso da câmera de segurança Rosie Full HD da Ocanova.

Enquanto isso, alguns fabricantes produzem uma gama completa de equipamentos domésticos inteligentes, como a Samsung, por exemplo, com kits que abrangem sensores de movimento, luzes, plugues inteligentes, fechaduras e muito mais.

Como as casas inteligentes funcionam?

Você compra esses produtos, baixa o aplicativo e instala em casa você mesmo, sem cabos, custos de instalação ou mensalidades. Pronto, aí você controla tudo direto no seu smartphone. Mas o que está acontecendo nos bastidores? O denominador comum na maioria desses dispositivos é o acesso à Internet, o que lhes permite receber comandos e atualizações de software.

Esse acesso à Internet também significa que dispositivos como o Amazon Echo e o Google Home podem verificar on-line as respostas às suas perguntas ou checar a sua agenda de reuniões hoje. Além disso, como grande parte do software envolvido está na nuvem, esses dispositivos podem aprender novos truques e baixar recursos extras sem que você precise substituir os alto-falantes e hubs físicos em sua casa.

Tome como exemplo o IFTTT

O IFTTT (abreviação de "If This Then That" - numa tradução livre para o Português; "se isso então aquilo" ) é uma plataforma de terceiros que pode vincular a a maioria de seus dispositivos da smart home.

A tendência atual é que, independente do fabricante, todos os dispositivos venham a falar a mesma linguagem. As luzes Philips Hue, por exemplo, podem ser controladas por aplicativos da Apple, Amazon e Google.

Mas recomendamos que você  faça sua pesquisa antes de comprar um dispositivo. Aplicativos como o IFTTT  podem preencher muitas lacunas conectando dispositivos e serviços que normalmente não se comunicam entre si. O IFTTT permite que você feche a porta da garagem de acordo com o seu agendamento, receba alertas sobre sua lavadora de roupas Samsung e muito mais. 

Be Smart - Configurando uma casa inteligente

Se você planeja tornar sua casa inteligente, o primeiro passo é sentar e decidir o que você quer fazer: Controlar as luzes? Aumentar a segurança em casa? Usar comandos de voz para tocar música? Depois de definir suas metas, escolha uma plataforma que atenda à maioria das suas necessidades - e que você se sinta confortável em usar - e baseie o restante de suas decisões de compra em torno disso.

Por exemplo, se você gosta da aparência do Amazon Echo, compre equipamentos domésticos inteligentes que possam ser controlados pelo Alexa. Se você preferir o Google Home ou o Apple HomeKit, procure produtos que funcionem com essas plataformas. Se você acha que um dia deseja mudar de uma plataforma para outra, obtenha dispositivos que funcionem com o maior número possível de sistemas.

A maioria dos produtos domésticos inteligentes funciona de forma independente, o que significa que você não precisa se preocupar em criar um sistema grandioso onde tudo seja compatível. O principal benefício na compra de dispositivos que funcionam com uma única plataforma é que você pode usar um único hub  para gerenciar tudo em sincronia, em vez de baixar dezenas de aplicativos para o seu telefone. Depende de você (e do seu orçamento).

Felizmente, é fácil configurar a maioria dos dispositivos domésticos inteligentes e, na maioria das vezes, você só precisa instalar um aplicativo e informar ao seu dispositivo inteligente qual é a sua senha Wi-Fi. Depois disso, você poderá aproveitar os benefícios de uma fechadura eletrônica, video porteiro, termostato ou lâmpada controlada por aplicativo, que aprende suas preferências ao longo do tempo.

O Google está testando há quase um ano o Google Assistant em Português e parece que pretende lança-lo no curto prazo. Quando isso ocorrer vamos ver uma enxurrada de produtos inteligentes sendo lançados no mercado. As possibilidades são praticamente ilimitadas, aproveite e dê o primeiro passo para o futuro. 

Aguardamos seus comentários por aqui e até a próxima.

Alfredo

0 comentários

Deixe um comentário

Todos os comentários do blog são verificados antes da publicação

Posts recentes

Receba desconto extra de boas vindas!

Cadastre-se com seu e-mail e receba cupom com 10% de desconto na compra da sua segunda câmera Rosie!